Provedor pede conscientização e colaboração da comunidade, pois somente em 4 dias foram atendidas 673 pessoas no PA 24

Provedor pede conscientização e colaboração da comunidade, pois somente em 4 dias foram atendidas 673 pessoas no PA 24

A procura por atendimentos no Pronto Atendimento 24 hs da Santa Casa de Caridade de São Gabriel no último fim de semana e na segunda-feira (22/04) foi enorme e de certa forma preocupa a Administração da Instituição. Conforme o Provedor Luiz Carlos Venturini Dotto, o objetivo do PA 24 HS é o de atender preferencialmente e exclusivamente casos de urgência e emergência, e infelizmente isso não vem ocorrendo, pois observa-se que a maioria das pessoas que ali chegam em busca de atendimentos na realidade poderia terem se dirigido as Unidades Básicas de Saúde (UBS). De acordo com o Provedor: “Temos um ótimo relacionamento com a Secretaria Municipal de Saúde, inclusive sabemos que todas as UBSs dispõem de médicos diariamente, mas não conseguimos entender o porquê de tanta procura pelo PA 24 HS. Pedimos encarecidamente a compreensão, conscientização e também a colaboração da comunidade gabrielense para que procurem o Pronto Atendimento somente realmente em casos de urgência ou emergência”, conclui Dotto.

Ele reforça que o PA é a unidade de saúde destinada ao atendimento dos casos de urgência (Paciente precisa ser atendido rapidamente, mas pode aguardar o atendimento dos casos mais graves) e emergência (Paciente precisa de atendimento imediato, pois corre risco de morte). Segundo o Provedor: “A real função do PA 24 HS de um hospital, como o próprio nome diz, é atender pacientes que estejam em estado de urgência ou emergência. São pessoas que correm risco eminente de vida, como acidentados, suspeita de infartos, derrames, apendicite, pneumonia, fraturas, entre outras complicações. A nossa equipe multiprofissional, incluindo: médico, enfermeiro, auxiliar de enfermagem e também os profissionais da portaria/recepção, em nenhum momento se negarão em realizarem os atendimentos, mas mais uma vez, solicito a compreensão de todos que se dirijam ao PA 24 HS somente em situações de urgência e emergência”, declara o Provedor.

Quanto ao processo de classificação para o atendimento, a Enfermeira Fabiane Reginatto explica que a equipe segue o protocolo do Ministério da Saúde, seguido por três cores, conforme cada situação em que o paciente se encontrar, como por exemplo: Ficha Vermelha (deverá ter atendimento imediato), Ficha Amarela (poderá aguarda ainda por 1 hora pelo atendimento) e Ficha Branca (o paciente poderá aguardar por mais de 1 hora pelo atendimento). Fabiane informa que somente no último final de semana e na segunda-feira (dias 19, 20, 21 e 22/04) foram atendidas 673 pessoas no PA 24 HS, sendo destas somente 26 emergência; 50 urgência e as outras 597 eram consultas.