Com recursos próprios, Santa Casa adquire Reprocessadora Automática para o Centro de Nefrologia

Com recursos próprios, Santa Casa adquire Reprocessadora Automática para o Centro de Nefrologia

O ano de 2020 inicia com novas conquistas na área da saúde em São Gabriel no que se refere a Santa Casa de Caridade, pois recentemente o hospital adquiriu uma Reprocessadora Automática de Filtro Dialisador Saubern no valor de R$ 24.600,00. O Provedor – Luiz Carlos Dotto – destaca a relevância da aquisição do equipamento através de recursos próprios da Instituição e que será usada no Centro de Nefrologia (Setor de Diálise) da Santa Casa, onde atualmente são atendidos 44 pacientes. Dotto refirma que a Mesa Diretiva continua trabalhando com uma Gestão transparente e uma Administração responsável e comprometida com a saúde dos gabrielenses e também de diversos pacientes de outros municípios dos quais a Santa Casa é referência dentro da 10ª Coordenadoria Regional de Saúde (10ª CRS) em algumas especialidades. O Provedor enfatiza que desde o início do mês de outubro de 2018 a Santa Casa assumiu definitivamente o Serviço de Diálise.

Atualmente o Centro de Nefrologia está sob a responsabilidade do médico – Dr. Gérson Barreto de Oliveira – e dispõe de dois médicos; duas Enfermeiras; sete Técnicas em Enfermagem; duas colaboradoras no Setor Administrativo e uma nos Setores de Higienização e Copa, além de contar com um suporte de mais 14 profissionais que integram uma Equipe Multidisciplinar.

Segundo a Enfermeira – Marliza Blini – Responsável Técnica pelo Setor de Diálise, informa que nos próximos dias os técnicos da empresa Saubern responsável pela venda da reprocessadora de dialisadores estará proporcionando treinamento completo à equipe que estará operando o equipamento, para que, a partir deste momento, a mesma possa entrar em funcionamento. Marliza explica que após a sessão de diálise em cada paciente é realizada a lavagem de todo o kit (dialisador e linhas), na sequência é efetuada a esterilização dos mesmos onde o processo até o momento realizado manualmente, sendo permitido usá-lo até 12 vezes (sessões). A Enfermeira salienta que a chegada da Reprocessadora é um grande avanço para o Setor, pois o equipamento proporcionará que o kit seja utilizado até 20 vezes (sessões) de acordo com a Portaria RDC do Ministério da Saúde, além é claro de outros tantos benefícios e funções, como: desinfecção; esterilização do kit; medição do Priming Automático; Teste de Integridade das Fibras;  Preenchimento com Ácido Peracético e ainda ocorrendo a diminuição do consumo de água.

Por sua vez, o Dr. Gerson ratifica a extrema relevância da aquisição da Reprocessadora, ao mesmo tempo ressalta que atualmente 44 pacientes realizam sessões de diálise. Ele destaca que agora em 2020, através de uma parceria com o Hospital São Lucas – da PUC, em Porto Alegre – dois gabrielenses renais crônicos  foram transplantados, sendo um homem de 50 anos e uma mulher de 60 anos. O médico diz que posteriormente ao transplante os pacientes passam a ser  acompanhados e monitorados pela equipe do Hospital São Lucas, e que hoje, dos 44 pacientes, 08 deles estão na lista de espera no aguardo do transplante.